Album de Fotos Política

Sábado, 13 de julho de 2013 ás 23:17:00

Dia Nacional de Luta das Centrais Sindicais

O protesto das centrais sindicais e dos movimentos sociais em Natal começou por volta das 10 horas da manhã, em frente ao Midway Mall, o maior shopping da cidade, e terminou às 15 horas, na Avenida Engenheiro Roberto Freire, em frente o supermercado Favorito, no bairro de Capim Mácio, sem registro de prisões ou atos de vandalismo. O momento de maior tensão da manifestação aconteceu em frente à Governadoria, sede do governo do Estado, onde os manifestantes pararam com carro de som e começaram a discursar, com ataques à governadora Rosalba Ciarline (DEM).

O Dia Nacional de Luta convocado pelas centrais sindicais não chegou a empolgar os natalenses. Entre cinco a oito mil pessoas participaram do protesto das centrais sindicais, que foi em cima do governo do PT, com críticas à presidente Dilma Rousseff, à governadora Rosalba Ciarline e ao presidente da Câmara, Henrique Alves.

A caminhada dos manifestantes teve faixas e cartazes para todos os gostos, com vários segmentos da sociedade se manifestando.

A tropa de choque da PM e a Cavalaria se posicionaram na entrada para a Governadoria, à margem da BR-101, no bairro de Candelária, e não deixaram os manifestantes passarem. Um helicóptero da Secretaria de Segurança Pública sobrevoou o tempo todo a manifestação em torno da sede do Governo Estadual.

Segundo a Assessoria de Comunicação do Governo, a governadora não se encontrava no seu gabinete no momento da passagem dos manifestantes. Rosalba Ciarline ficou na residência oficial no bairro de Nova Descoberta fazendo despachos administrativos.

Depois de quase 40 minutos parados em frente à Governadoria, entre 12 horas e 13 horas, os manifestantes seguiram pela BR-101 em direção à Avenida Engenheiro Roberto Freire, passando pelos supermercados Nordestão e Bompreço, no bairro de Capim Macio.

Em frente ao hipermercado Bompreço, uma pequena bomba caseira foi jogada em direção ao supermercado. Os policiais militares, que acompanhavam a caminhada pela calçada, tentaram prender um manifestante encapuzado que lançou a bomba, mas o rapaz conseguiu fugir.

Mesmo diante de orientação da Federação do Comércio (Fecomércio) e a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) para os comerciantes não fecharem seus estabelecimentos durante esta quinta-feira, algumas lojas e supermercados situados no roteiro do protesto não abriram suas portas entre 10 e 16 horas.

As empresas de ônibus urbanos recolherem os veículos dos itinerários que passavam pela Avenida Salgado Filho e pela BR-101, na área urbana, além da Avenida Engenheiro Roberto Freire em direção à praia de Ponta Negra.

Segundo informação do diretor de fiscalização da Semob (Secretaria de Mobilidade Urbana de Natal), Rogério Leite, a frota de ônibus em circulação nesta quinta-feira foi a mesma que de um final de semana. "A frota foi reduzida porque a demanda na rua foi baixa, e alguns motoristas não conseguiram chegar ao trabalho", explicou.

A manifestação em Natal teve a participação de cerca de oito mil pessoas no início, segundo a PM, e no final foi reduzida a duas mil pessoas. No meio do percurso, uma chuva final afastou muitos manifestantes da caminhada.

O Protesto foi organizado pelas centrais sindicais e pelos movimentos sociais #RevoltadoBusão  e Passelivre. Durante a caminhada, ficou evidente que os dois grupos estavam divididos. Os estudantes e outros manifestantes puxaram a caminhada, ficando centrais sindicais, partidos políticos (PT e PSTU) e outros segmentos, como o Movimento dos Sem Terra (MST), separados.

Os médicos também saíram às ruas para protestar contra as últimas medidas anunciadas pelo governo Federal e pelo descaso da saúde no governo Rosalba Ciarline. Foi um pequeno grupo, formado também por estudantes, que ficou atrás da manifestação e até ocupou uma pista ao lado da Avenida Salgado Filho, seguindo em paralelo aos demais manifestantes.

O tesoureiro do Sindicato dos Médicos, Manoel Marques, disse que a categoria protesta contra as recentes medidas adotadas pelo Governo Federal de contratar médicos estrangeiros e de aumentar o curso de Medicina em dois anos, além de reivindicar melhorias na saúde pública.

O protesto em Natal foi encerrado por volta das 15 horas, em frente ao supermercado
Favorito, após vários discursos de sindicalistas, que atacaram os governos de Dilma Rousseff e da governadora Rosalba Ciarline.

Os manifestantes ligados ao #RevoltadoBusão, cerca de 300 pessoas, a maioria estudantes universitários, prosseguiram a caminhada até a orla da praia de Ponta Negra, com a PM acompanhando de perto o grupo. Depois, eles dispersaram.

Ao contrário da primeira grande manifestação em Natal, no dia 20 de junho, quando a PM não acompanhou os manifestantes e houve atos de vandalismo, o comando da Policia Militar agora adota outro procedimento nos protestos. Além de policiais à paisana infiltrados entre os manifestantes, a PM está realizando blitz em pontos estratégicos da cidade e vistoriando motos, carros e ônibus. 

Na concentração do protesto, os policiais militares abordaram principalmente os manifestantes encapuzados que carregavam mochilas e bolsas.

Segundo a PM, um homem foi preso por volta das 10h30 quando dirigia um ônibus alugado e transportando pneus usados. A polícia levantou que os pneus seriam queimados durante o protesto. O motorista foi levado para a delegacia de plantão da zona Sul de Natal.

Depois do protesto, algumas lojas e supermercados reabriram. Já os bancos permaneceram fechados no roteiro da manifestação.

O comandante da Polícia Militar, coronel Francisco Araújo, disse que no inicio da manifestação o número de manifestantes chegou a oito mil, mas que depois caiu para cerca de dois mil. Ele considerou a manifestação pacífica e ordeira.

O final do protesto foi feito pelo dirigente da Central Única dos Trabalhadores do Rio Grande do Norte (CUT), Ari Azevedo. Durante os discursos dos líderes sindicais, os manifestantes ligados aos movimentos sociais vaiaram os oradores.

 

  • /sistema/app/content/img/fotos/14072013025930daee163eaeb4cb350c52333373eb6ae6.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/14072013025930396ee5ff729db832b6fa60c0666dbb01.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/14072013025930565e75d6e66603c51372aaeb6c0d797e.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/1407201302593153ae583253ae5af5c1d81f753eeb100f.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/140720130259315ad889b8c21a119c71f26a65559d07d3.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/14072013025931e519b1aad20718050ec11fe8aea2a6d3.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/140720130259313d5fea34577078425c63e7b47dd05368.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/140720130259311e176e3954a924b32fd33ef078a6d748.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/14072013025932368f02a7666b6891d70fb7dfb1c89508.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/1407201302593278b46d51f3dfbd3f7538a2c146232c92.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/14072013131344d3aa0a6dd5e473c77f24365ce20b8d1e.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/140720131313440bd14f9b5c5dbe8eb4d0999c2c380082.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/14072013131344c06bf6c74820b08f49418df3edb8d534.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/1407201313134429b0fd4c0237eb37c544f9bdb515034b.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/140720131313448a830ce24a0a3c45f59c94cfe5e303cf.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/14072013131345131336f11638de982893058d1bb6f856.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/14072013131345717157e0b672fd1fb06f6ca4ceac8bdb.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/140720131313452a4823b134a00556e7d0168434a7be7d.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/14072013131345d72d70a81a4569a725c46e3c52063ec5.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/14072013131345e46cbf387916adbdcabebdb5dcc9f9c4.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/14072013131808a0b8fc85d01e40052b61d6b7f2e541a7.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/140720131318081aa3a3cc74fb5264616ff0fbc12d3bcb.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/140720131318081d580deb8986140b74036be4051b6034.jpg
    Aqui começa a hostilização ao um colega cinegrafista de uma tv de Natal
  • /sistema/app/content/img/fotos/1407201313180886f0335f91d099ef483a5153f3b8b69f.jpg
    O grupo partiu para cima do cinegrafista e repórter que faziam seu trabalho
  • /sistema/app/content/img/fotos/1407201313180862d6d90bff37f7d748da3b31a27f9306.jpg
    Este grupo encapuzado se acha no direito afrontar jornalistas
  • /sistema/app/content/img/fotos/14072013131809b35394f6a0fdb83d8cdb7de751418393.jpg
    Com máscaras e capacete, o grupo depois recuo após eu dizer umas verdades a eles
  • /sistema/app/content/img/fotos/14072013131809bd7f744d9c66bfc45016963b2abc61b8.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/140720131318095c3b02e2d838b674859e51c41bb98fcc.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/140720131318090fcf435ad2d6a540b7c31699a3be6e31.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/140720131318095f77f21f350c1e92cd6cf5d6e479f404.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/140720131320346eebc434cc6cff6785cedd56b5d0fb89.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/14072013132034959adbca301d14ec78ac2c6d1b10b5e1.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/140720131320349e39fafd83f884efdc24a6efa27635b2.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/14072013132034ac2f55e646d683db5e2842b2f2d7eb7a.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/140720131320347fde06663ceb2ae7e3dc561e8d9d638f.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/140720131320359af6383f8348b1cc9d9f907ba3d2aa91.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/14072013132035655c54f041544dd54c36f9d831f8215e.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/14072013132035017acf7f118c3904d61385d7c8d8b64d.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/14072013132035159b3fe26fea68123afb609a2545acda.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/140720131320355eed7f3a0a8d9ab95110f71dff44d335.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/140720131324036aba894d3877fb46326833d57e96eae0.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/14072013132403a3c99f0bce7efe6d212c3045db7efc1a.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/14072013132404f43ce5f0ac108877c33230bd7ef87839.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/140720131324046185be9d79de98735bc4e5f6fe90207e.jpg
    Na Governadoria, na BR-101, o efetivo da PM foi reforçado
  • /sistema/app/content/img/fotos/14072013132404f0bc04da0fd2ebb4f861b98d8e04741d.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/1407201313240447d198ed57b0501533f0cc3e8d911fe4.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/140720131324049c64d77b9331561f9ac5599f328a296a.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/14072013132405964daab2a6a8b440e293a0e0a64eb562.jpg
    O artista de rua deu seu show a parte durante o protesto, usando os cones
  • /sistema/app/content/img/fotos/140720131324059b103df1de56f3f82f32f5b7a3db9b66.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/14072013132405529a71e84cf9c3b853f38bed2548eed7.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/14072013132744f82d3e09d0e3c95a72de5d61d19b7d77.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/140720131327442d22b22afaf17dc7280d540493d3751e.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/1407201313274474dbb0af8f92d8ee69e4172e654c9885.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/140720131327444e3676ee40dadae1a0d013b8dd8a9b74.jpg
    O v ereador Hugo Manso (centro) chegando para o protesto
  • /sistema/app/content/img/fotos/14072013132745d0391ac9189f1f60148627c1d56e0417.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/1407201313274534b8fce088c5ca997766f2c9972a5133.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/140720131327451f2b40f65ae175a631e50adeef4f9719.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/140720131327458eb1ff43ff4833040f4aada8377f9fb9.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/14072013132745335fe1518eb82439b9646abef7b2aa0e.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/14072013132746322ea4f87a015215d46c47a3db8c4d08.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/1407201313353377fcfd7253e80f1e72358d463ef4da2d.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/14072013133533984f9e961c846a67a427495070d4a8e2.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/1407201313353474493052ed4a3c63ec9599c68283a5aa.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/1407201313353420e4bff7cd6f68edcd28cc3b6d695cc2.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/14072013133534f8e9a39c239a2c18fcb10df921c9ecec.jpg
    Aos radicais do RevoltadoBusao, os jornalistas mandaram seu recado
  • /sistema/app/content/img/fotos/14072013133535cef5da1b7ce736e834f72c0c4543decc.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/14072013133535c618723a7832c6b56d8870706b349bf8.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/14072013133535c2dc179559203e725d3cdf2625d0d102.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/14072013133535d29d9bb50f681feefd09761094d481d9.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/14072013133535b90df692aaef032ae7e49148c9de6f48.jpg
    O vereador Hugo Manso na sua caminhada no momento que começou a chover
  • /sistema/app/content/img/fotos/14072013133849c24920cc7ef4503603769910ae05ba9e.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/140720131338504677896351c8627503f7a516cfd890d5.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/140720131338502a0350753e4814a5640a032fcb249aa5.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/140720131338502a29f6d2b5773fd225b612997fd82d42.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/140720131338509a1972e620fc79eff459c8463838cb17.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/14072013133851766e77c1ce1920f801d4c35ff79b7f38.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/1407201313385143d24f39c427e77a39c5a57bb6e0e874.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/140720131338513f828b04b7b7d468e8559c2160794545.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/14072013133851f4efe8a22014ab395cccb02d82024498.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/1407201313385198f1004d7862d133b94a49d45562d84f.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/140720131343096976d5ab65b903ae1474fb8cb71f6ed5.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/140720131343092c8eb4c0ba43093596bc39f127708995.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/140720131343097915502a9bda9c81ea50c3577e6aaa5c.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/14072013134309bb97b999e38123fba41e2b917eb74a53.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/140720131343102f29e6451b33708864466008c1ea9f1f.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/1407201313431003d16c15d469122725cb0c2d429d82e8.jpg
    Casal de sem terras de Elói de Souza no protesto na avenida Eng. Roberto Freire
  • /sistema/app/content/img/fotos/14072013134310b6e344cc6c874a34480729239b133d77.jpg
    Protestar, sim , mas sem perder a ternura.
  • /sistema/app/content/img/fotos/140720131343103e7c549739cf90e673711f1287ac05bf.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/14072013134311b1354df2bd607f20e81d727102c677be.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/140720131343112b2f80ed7e5abe11937d3e21337f81dd.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/14072013134806b3834b4db0651f45ae3f623cd9169542.jpg
    O Nordestão colocou tapume em suas lojas para evitar depredações
  • /sistema/app/content/img/fotos/1407201313480620f6c9231aecd81387c6de2d4cdd08d9.jpg
    Av. Eng. Roberto Freire ficou um deserto deserto após a passagem do protesto

Acontece

Cruzamento sem sinalização causa acidente e prejuízos para professora

O acidente aconteceu em fevereiro e até agosto a STTU não sinalizou o cruzamento

Passeio de buggy é o mais procurado pelos turistas que visitam Natal

Para os turistas que chegam a Natal sempre fica aquela dúvida de quais passeios a fazer, já que as opções...

Professora que acusa dentista de estupro espera que Justiça o condene

Há três anos, no dia 28 de abril de 2014, a professora de inglês Kariene Karla Soares, então 22...