Album de Fotos Política

Sexta-feira, 28 de março de 2014 ás 01:13:00

PMDB lança o deputado Federal Henrique Alves como pré-candidato ao governo do RN

Presidente da Câmara Federal, o deputado Henrique Eduardo Alves foi lançado na tarde desta sexta-feira, 28, como o pré-candidato do PMDB ao governo do Rio Grande do Norte nas eleições de outubro, numa coligação que terá a ex-governadora Wilma de Faria (PSB) como pré-candidata ao Senado, tendo ainda o deputado Federal João Maia (PR) como vice na chapa.

Em seu pronunciamento para correligionários, políticos nacionais e locais, Henrique lembrou do pai Aloísio Alves, ex-governador, ex-ministro e maior liderança do Estado, para dizer que vinha para ficar e vencer, admitindo que tinha limitações, mas queria governar o seu Estado, deixando até uma reeleição para presidência da Câmara, o terceiro posto mais importante do país.

“Um homem disse: vim para lutar, vim para ficar, vim para vencer. Nem de longe tenho o talento, o brilhantismo, a vocação dele (o pai) para dizer isso. Sei das minhas limitações. Mas digo a todos, 44 anos depois, com as marcas, cicatrizes no corpo, mas não na alma, que venho para unir, venho para agregar, venho para somar, dar as mãos e mudar o Rio Grande do Norte”, afirmou o pré-candidato, molhado pelo suor, num auditório lotado, sem ar-condicionado.

Ao final da reunião do PMDB, Henrique Alves teve um mal estar e foi socorrido por amigos. Segundo informações, o calor e a emoção fizeram o deputado a passar mal, mas depois ele se recuperou e foi levado para sua casa para descansar.

Aproveitando um "apagão" no auditório do Praiamar Hotel, em Ponta Negra, onde ocorreu a reunião do PMDB, o presidente da Câmara aproveitou para criticar a governadora Rosalba Ciarline (DEM), sem citar o seu nome, comparando o governo dela com a escuridão do recinto.

Até o ano passado, o pré-candidato do PMDB era um aliado de Ciarline, e o partido fazia parte do governo. Com o desgaste do governo do DEM, o PMDB rompeu a aliança com a governadora, que perdeu o apoio até do senador José Agripino Maia, líder do seu partido no Senado.

O anúncio da pré-candidatura de Henrique Alves para o governo reuniu os primos, o ministro da Previdência Social, Garibaldi Alves, e o prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves (PDT), o deputado Federal e líder do PMDB na Câmara, Eduardo Cunha, e o presidente nacional do PSC, pastor Everaldo.

O pastor Everaldo Pereira, pré-candidato do PSC a presidente da República, pediu em seu discurso que Henrique, caso eleito governador, faça um governo “justo, honesto e solidário”.

O evento ainda teve a participação de dezenas de prefeitos, deputados e vereadores do PMDB da capital e interior.

O auditório do hotel ficou pequeno para abrigar os correligionários dos pré-candidatos ao governo e ao senado, obrigando o pessoal de manutenção do Praiamar a retirar as paredes laterais móveis, ampliando a área do evento. O calor no local chegou a incomodar os políticos e a plateia.

Os discursos dos candidatos foram no mesmo tom de união em prol do Rio Grande do Norte e na recuperação do Estado diante da crise estabelecida pela atual governadora, que teve o seu governo apontado em pesquisa como o pior do Brasil.

Na eleição de 2010, o então senador Garibaldi Alves (PMDB) apoiou Rosalba para governadora, juntamente com o senador José Agripino, enquanto Henrique e Wilma ficaram com o candidato derrotado, Iberê Ferreira, que era vice-governador. A ex-governadora disputou o Senado e perdeu para Garibaldi.

Ex-senador do PSDB, o ex-governador Geraldo Melo, agora presidente de honra do PMDB estadual, foi o primeiro a discursar e disse que estava emocionado em ver “um belo companheiro depositário de tantos sonhos para ocupar como governador do PMDB o comando do Rio Grande do Norte”. Ele lembrou que foi o primeiro governador do PMDB a se eleger em 1986, após o fim da ditadura.

O ministro da Previdência Garibaldi Filho comandou a reunião do PMDB e, notando que o primo Henrique estava atrasado para o evento, comentou que não era virtude do presidente da Câmara ser pontual e completou: "Se fosse eu o candidato ao governo, já teria chegado”.

Depois, o bem humorado Garibaldi ainda disse que estava gostando de ser o locutor da festa do PMDB e confessou que agora se sentia mais tranquilo com a candidatura de Henrique ao governo, já que não queria ser o candidato.

Mesmo chamando a atenção que o evento não era de lançamento de candidatura, que isto só vai acontecer na convenção estadual do partido em junho, o ministro afirmou que “não há dúvida que a convenção vai homologar o nome do deputado federal Henrique Eduardo Alves”.

Com o auditório lotado, Garibaldi ainda brincou que “os próximos encontros do PMDB têm que ser agora na Arena das Dunas”.

Para o ministro, os partidos que se coligam com o PMDB fazem isso em nome dos interesses maiores do Rio Grande do Norte e, pela experiência, o melhor candidato ao governo é o deputado Federal Henrique Alves.

O pré-candidato Henrique em seu discurso disse que esperou 44 anos para viver este momento e relembrou seu inicio na vida pública, após o seu pai, o ex-governador Aloísio Alves ter sido cassado pelos militares, após o golpe de 1964.

Esse é o dia mais importante da minha vida pública”, afirmou.

Segundo o presidente da Câmara Federal, “o Rio Grande do Norte está quebrado, falido e é desrespeitado”.

A promessa do pré-candidato ao governo é mudar esta situação que o Estado vive. “Eu vou mudar essa história, vamos acabar com esse estado fragilizado, humilhado, que fica no final da fila dos estados do Brasil”, afirmou.

Segundo Henrique, hoje, no Nordeste, até a Paraíba passou o Rio Grande do Norte. “E isso não é justo. Nós produzimos 90% do sal do Brasil, temos o melhor vento para gerar energia eólica, vamos ter um dos aeroportos mais modernos. Temos petróleo em baixo da terra e vamos ter em águas profundas", discursou.

"Por que o estado não cresce, não se impõe, não diz: respeitem o RN?”, indagou o pemedebista, que tem 11 mandatos na Câmara Federal, ou seja, 44 anos de experiência parlamentar.

“Cheguei à presidência da Câmara com o apoio do meu querido Lula e da presidente Dilma, a quem respeito e apoio. Também recebi duas vezes a presidência da República das mãos de Dilma. Se eles (Lula e Dilma) acharam que eu podia sucedê-los, eles sabem que estou preparado para ser governador do Rio Grande do Norte”, disse Henrique, que em alguns momentos do seu discurso chegou a quase perder a voz.

Com relação a governadora que apoiou, Henrique disse que não iria fazer nenhuma crítica pessoal, mas destacou: “Seu governo desrespeitou, não ouviu e se desencontrou. O Rio Grande do Norte não merece isso”.

Sobre o deputado João Maia, seu vice, o pre-candidato do PMDB afirmou que ele pertence ao segundo maior partido do Rio Grande do Norte, mas não era da quantidade que estava interessado, mas sim da qualidade dele que precisava. “Preciso das suas mãos para fazer a virada do RN”, disse.

Com relação a pré-candidata ao Senado, Wilma de Faria, o deputado Federal reconheceu que já teve encontros e desencontros com ela. “Eu só posso chegar a realizar o sonho de mudar o estado porque vou ter o seu apoio, minha senadora. Só vou chegar ao governo porque estou de mãos dadas com você. Não estou lhe fazendo nenhum favor. Estou reconhecendo a força do seu partido e a sua liderança”, destacou o pré-candidato do PMDB.

Henrique aproveitou o evento do PMDB para atacar o PT potiguar, respondedo a uma crítica feita pelo partido a sua pessoa.

“Li em um jornal críticas sobre mim. Agora quem me critica há 30 dias queria o meu apoio para a senadora deles. Não fui porque eles queriam parar no P e no T, disse que não queria parar nem no P e nem no T, queria ir até o "V", de Vilma, de vitória”, disse o pré-candidato, esquecendo que o nome da sua candidata ao Senado se escreve com "W" e não "V".

A pré-candidata do PT ao Senado é a deputada Federal Fátima Bezerra, que apoia o pré-candidato ao governo do Estado pelo PSD, o atual vice-governador, Robinson Faria.

  • /sistema/app/content/img/fotos/310320140118130fddab6118fafb01f005c2965fa4594c.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/310320140118144e99865b02478c207ac64510813414f6.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/31032014011814c743266938b5c38034d411a34f206a03.jpg
    Garibaldi chega na reunião do PMDB para lançar Henrique pré-candidato ao governo
  • /sistema/app/content/img/fotos/3103201401181436870204e9423787708086fe473e5b31.jpg
    O vice da chapa de Henrique, o deputado João Maia conversa com Garibaldi
  • /sistema/app/content/img/fotos/31032014011814c257fb6027a0ceca7df15acef7ea7652.jpg
    O ex-governador Geraldo Melo conversa com Garibaldi
  • /sistema/app/content/img/fotos/31032014011814035c69dbf25dcda89dcb604c5bb30516.jpg
    Garibaldi comandou o evento e brincou que estava gostando de ser locutor
  • /sistema/app/content/img/fotos/310320140118157e05f2eafad99089ba83ecc1704db7ad.jpg
    O prefeito de Natal, Carlos Eduardo, PDT, apareceu para anunciar apoio ao primo
  • /sistema/app/content/img/fotos/31032014011815e1624e0de92d87d756f7552de6dde935.jpg
    Prefeito de Natal, Carlos Eduardo vai apoia Henrique para o governo do Estado
  • /sistema/app/content/img/fotos/31032014011815855dafac569b9b1236693c0c1ca2a1db.jpg
    Henrique abraça correligionária ao chegar na reunião do PMDB
  • /sistema/app/content/img/fotos/310320140118152a0067130dd3de645cbc130bf6ff5ac5.jpg
    Garibaldi comentou que Henrique sempre chega atrasado aos eventos
  • /sistema/app/content/img/fotos/31032014012249590bcbfc51d12106b0c1bc318c81dbc6.jpg
    Henrique cumprimenta o presidente da Assembleia, Ricardo Motta
  • /sistema/app/content/img/fotos/31032014012249dc1613bb2c0dcd23a5a2c4a50265fbe7.jpg
    Auditório lotado para a reunião do PMDB que lançou Henrique para o governo
  • /sistema/app/content/img/fotos/310320140122490772ab214b84fc92d019400c3a82ffe0.jpg
    Reunião do PMDB para lançar Henrique pré-candidato a governador
  • /sistema/app/content/img/fotos/31032014012249483505097612c2aef14c262323d48fe5.jpg
    Prefeito de Natal, Carlos Eduardo discursa em apoio a candidatura do primo
  • /sistema/app/content/img/fotos/31032014012250030f0318aace14d8fa803b89bb1928fa.jpg
    Henrique e a mulher Laurita com Geraldo Melo e o deputado Paulo Wagner
  • /sistema/app/content/img/fotos/310320140122509056bfd04715e3dd8501381e253a0477.jpg
    Henrique cumprimenta correligionário enquanto Carlos Eduardo discurssa
  • /sistema/app/content/img/fotos/31032014012250478ae04260a53d51719b206fa84179b7.jpg
    Prefeito Carlos Eduardo discurssa e o primo Henrique aponta para correligionário
  • /sistema/app/content/img/fotos/310320140122509fa31ab5c0f6aa5b37b6b450bbf52e8f.jpg
    Prefeito Carlos Eduardo discursa e Henrique conversa com Geraldo Melo
  • /sistema/app/content/img/fotos/3103201401225002692b11aad77174fb847248b008eddb.jpg
    Henrique toma água num auditório lotado e quente
  • /sistema/app/content/img/fotos/310320140122505da9a035d61d95fcfa7d133c625ee0d9.jpg
    Presidente da Assembleia, Ricardo Motta discursa
  • /sistema/app/content/img/fotos/31032014012409487faf03ca78b71d7e0658018437a41b.jpg
    Auditório do Praiamar Hotel foi pequeno para a reunião do PMDB
  • /sistema/app/content/img/fotos/310320140124100465df4f91a4f9d9a2a351d2ac6ca716.jpg
    Líder do PMDB na Câmara Federal, Eduardo Cunha discursa em apoio a Henrique
  • /sistema/app/content/img/fotos/310320140124101b76e7392737011484e59d5762fc6e5f.jpg
    Deputado Eduardo Cunha discursa
  • /sistema/app/content/img/fotos/310320140124109e3d50d6bb88cf8b66f115a8842045f0.jpg
    Eduardo Cunha discursa observado por Wilma, Carlos Eduardo, Henrique e Geraldo
  • /sistema/app/content/img/fotos/31032014012410923beedae2154b58fae38d4b081341e1.jpg
    Henrique Alves levanta a mão da pré-candidata ao Senado, Wilma de Farias
  • /sistema/app/content/img/fotos/310320140124102bf838043e70827239677e2786582629.jpg
    Wilma, pré-candidata ao Senado, discursa na reunião do PMDB
  • /sistema/app/content/img/fotos/31032014012411fb28d00b14283a05b1ef36068e4ae47c.jpg
    Wilma discursa; atrás a filha Márcia Maia; ao lado Carlos Eduardo e Henrique
  • /sistema/app/content/img/fotos/3103201401241124dfaf1e96af20ef3f42c572b68dfa1b.jpg
  • /sistema/app/content/img/fotos/31032014012411caab15a5b9e69adb49e4025d208ab529.jpg
    Walter Alves, filho do ministro Garibaldi e primo de Henrique
  • /sistema/app/content/img/fotos/31032014012411336ca8152f14dbda491c492284d1e6d9.jpg
    Muita gente na reunião do PMDB para lançar Henrique candidato ao governo

Acontece

Passeio de buggy é o mais procurado pelos turistas que visitam Natal

Para os turistas que chegam a Natal sempre fica aquela dúvida de quais passeios a fazer, já que as opções...

Professora que acusa dentista de estupro espera que Justiça o condene

Há três anos, no dia 28 de abril de 2014, a professora de inglês Kariene Karla Soares, então 22...

Mutirão de plantio de mudas de árvores nestes sábado, 11 de março

Depois de um mês de inaugurada, a Ciclo Via da Rota do Sol vai receber mais de 300 mudas de árvores, que foram...