Notícias Geral

Domingo, 23 de janeiro de 2011 às 00:56:00

Ministro da Defesa e Governadora Ciarline abrem a operação Seridó

Imagem da notícia

O ministro da Defesa, Nelson Jobim, acompanhado da governadora do Rio Grande do Norte, Rosalba Ciarline (DEM), lançou neste domingo, dia 23, pela manhã, no centro de Convenções de Natal, a operação Seridó , integrante do Projeto Rondon 2011, com a presença de 320 jovens universitários e 80 professores de todo o país que vão ficar no Estado, na região do Seridó, até o dia 7 de fevereiro.

O Projeto Rondon, coordenado pelo Ministério da Defesa, possibilita que universitários de todo o Brasil atuem como voluntários e durante as férias acadêmicas em ações sócio-educativas em municípios carentes das regiões Norte e Nordeste.

Segundo o ministério da Defesa, “o Rondon é uma ferramenta extensionista que as univerIES (públicas e privadas) podem lançar mão para desenvolver projetos, de forma o mais prática possível e em função das temáticas apresentadas em convite (edital) público do Ministério da Defesa às IES brasileiras”.

Os estudantes e professores vão atuar em 20 municípios da região do Seridó com atividades nas áreas de cultura, comunicação, direitos humanos, justiça, educação, meio ambiente, saúde, trabalho, tecnologia e produção.

Os municípios que receberão os universitários do Projeto Rondon são Carnaúba dos Dantas, Cerro Corá, Coronel Ezequiel, Equador, Florânia, Itajá, Jaçanã, Jardim de Piranhas, Jardim do Seridó, Jucurutu, Lagoa Nova, Parelhas, Santana do Matos, São Fernando, São João do Sabugi, São José do Seridó, São Vicente, Serra Negra do Norte, Tenente Laurentino Cruz e Timbaúba dos Batistas.

O Projeto Rondon 2011 está realizando operações nos estados do Pará e Tocantins (Carajás), Piauí (Zabelê) e Sergipe (Rio dos Siris), nos períodos de 15 a 31 de janeiro e de 21 a 7 de fevereiro. O atual modelo vem sendo desenvolvido pelo governo Federal desde 2005.

A governadora Rosalba Ciarlini fez palestra de boas vindas aos universitários do Projeto Rondon neste domingo, 22, em Natal, dando algumas informações sócio-econômicas do Estado, bem como falando das suas potencialidades turísticas .

"Vou agora ser guia turístico", disse Ciarline, na abertura da sua palestra, onde ela ressaltou que os universitários devem atuar em beneficio da melhoria de vida dos potiguares atendidos pela operação Seridó.

A governadora relacionou alguns atrativos turísticos da região onde vão atuar os universitários, como os castelos Engandy ( Caicó ) e Bivar (Carnaúba dos Dantas), bem como a mina Brejuí ( Currais Novos), sítios arqueológicos, o bordado e a gastronomia (queijo e a carne de sol), que são destaques do Seridó.

Ciarline aproveitou o encontro com os universitários mais para mostrar as atrações turísticas potiguares, lembrando das praias de Natal e da região da Costa Branca, responsável também pela produção de sal. A governadora informou que 96% do sal consumido no país é produzido naquela região.

A governadora aproveitou a platéia universitária para falar de outras produções econômicas do seu Estado, como o camarão, fruticultura irrigada, minérios de ferro e chelita, além de petróleo, gás natural e, mais recentemente, a energia eólica.

Ao falar das potencialidades, a governadora do DEM aproveitou para criticar a sua antecessora, a ex-governadora Wilma de Faria, sem citar o nome, afirmando que o Estado perdeu mercado em alguns produtos como o camarão e fruticultura por falta de incentivos nos últimos oitos anos.

"Infelizmente nos últimos oito anos, perdemos para o Ceará", disse Ciarline, se referido as empresas que foram para o Estado vizinho atraídos pelos incentivos ficais. "Mas esse quadro vai mudar", afirmou ela.

Na educação, a governadora informou aos universitários que o Estado tem 20% de analfabetos, reclamando do baixo desempenho nessa área.

Segundo a governadora, mesmo que os universitários deparem com situação de extrema pobreza em alguns municípios que vão atuar, eles terão também uma boa acolhida. "O forte do Seridó é a sua gente", destacou Ciarline.

A governadora na sua palestra ainda falou do programa do leite, do combate à mortalidade materna em parceria com o neurocientista Miguel Nicolelis para implantação dos centros de conhecimento científicos, bem como da interiorização de indústrias com o objetivo de levar emprego e renda para regiões mais carentes.

Reconhecendo a “miscelânia” de assuntos abordados na sua palestra, a governadora  depois convidou os universitários a conhecerem a Fiart (Feira de Artesanato e Arte) que começou na sexta-feira e vai até o próximo domingo no Centro de Convenções de Natal, em Ponta Negra.

No encontro com os alunos e professores do projeto Rondon, a governadora permitiu um diálogo com os presentes, onde foi questionada sobre suas prioridades por um professor da Universidade Federal de Minas Gerais.

"Fui eleita com a proposta de mudança. Nosso Estado tinha apenas 1% para investimentos; perdemos recursos para o saneamento básico e outras ações por falta de contrapartida. Havia um desequilíbrio fiscal. Não vamos apenas recuperar esses prejuízos. Vamos avançar", afirmou Ciarline.

NELSON JOBIM

O ministro da Defesa, Nelson Jobim, em seu discurso para os universitários disse que o projeto Rondon é uma oportunidade para as regiões Sul e Sudeste quitarem a dívida social que têm com o Nordeste. "É um projeto de integração do Brasil. Precisamos superar as divergências regionais", disse.

Para Jobim, a região Nordeste foi vítima de injustiça tributária. "O sistema sempre fez com que os impostos cobrados nas regiões Norte e Nordeste fossem para o Sul/Sudeste", afirmou o ministro.

Aos estudantes, Jobim disse que eles devem fazer suas atividades com humor, porém compreendam que “fundamentalmente o Brasil deve respeitar as diferenças, com igualdade social”.

A governadora aproveitou o encontro com o ministro da Defesa para pedir apoio para a conclusão do Aeroporto Internacional de São Gonçalo do Amarante, que faz parte do (PAC) Plano de Aceleração Econômica do então governo Lula.

"Sei do seu interesse para que essa obra seja inaugurada", disse Ciarline, acrescentando que tinha confiança que a presidente Dilma Roussef também verá essa obra como imprescindível para o desenvolvimento do Estado.




Comentários

  • Silene Camilo

    gente participar do rondon foi uma grande satisfação,é indescritivel,um abraço a todos silene camila (RONDONISTA)

    08/04/2011 23:42

Deixe o seu comentário

Enviar por e-mail

Acontece

Passeio de buggy é o mais procurado pelos turistas que visitam Natal

Para os turistas que chegam a Natal sempre fica aquela dúvida de quais passeios a fazer, já que as opções...

Professora que acusa dentista de estupro espera que Justiça o condene

Há três anos, no dia 28 de abril de 2014, a professora de inglês Kariene Karla Soares, então 22...

Mutirão de plantio de mudas de árvores nestes sábado, 11 de março

Depois de um mês de inaugurada, a Ciclo Via da Rota do Sol vai receber mais de 300 mudas de árvores, que foram...